quarta-feira, 25 de abril de 2012

25 de Abril (Sempre!)



Num  só dia os deuses assinalaram
o ciclo de negrume e crueldade
que se expandia na pátria. E pararam
tudo o que, sendo inverdade,

feria fundamente todos quanto
da terra não mais queriam que a paz.
E num momento tudo foi espanto
do que pode construir-se e se perfaz

quando pelas ruas a alegria vem à luta
e o novo dá lugar ao que era velho.
Foi esse dia não mais do que vermelho

e deuses fomos na bênção absoluta
em que a exaltação de um foi a de mil
por todo o júbilo que nos trouxe Abril.

inédito - © Amadeu Baptista


1 comentário:

  1. Excelente homenagem a um Homem íntegro!
    Grata pela partilha.
    Um abraço

    ResponderEliminar